segunda-feira, 6 de junho de 2011

O vôo da borboleta




Esse post é totalmente inspirado na frase de uma amiga querida e tudo que estou vivendo e aprendendo no curso de AnimaSoma da Humaniversidade

Livre, Leve e Transparente


É assim que deveríamos viver nossa vida,

LIVRE

A liberdade é um bem precioso que o ser humano tem, poderia até mesmo dizer que é a MAIS importante. Ser livre significa ser dono de si e não pertencer ao mundo, não se curvar diante as exigências fúteis do dia-a-dia. Não ser escravo da moda, do trabalho, das pessoas, do governo, do sistema.
É claro que é preciso viver no mundo se adequando algumas regras, mas que se limitem ao bom senso.
Claro que ser livre não significa não ter ninguém, não namorar, não casar, mas sim viver amores que te tragam benefícios e alegrias, onde há respeito e confiança
Ser livre não significa que só porque gosta de velocidade vai sair dirigindo 150km/h na estrada, mas sim respeitar o limite (bom senso, evitar acidentes) e ir procurar um esporte apropriado.
Ser livre não significa sair por aí de madrugada bebendo todas e ficando chapado, mas sim sair para tomar apenas um bom vinho quando quiser, respeitar o seu corpo e ser feliz com ele.
Ser livre não significa sair nú nas ruas (se bem que eu acho que isso seria uma delícia), mas quem sabe ir para uma praia de nudismo, ou ensinar aos seus filhos que não há nada de mal em um corpo humano e poder vê-lo sem roupa.
Ser livre não significa não ir trabalhar simplesmente porque não quer (transgredindo regras de uma empresa que você aceitou), mas sim ir em busca do trabalho que você gosta, onde ninguém te tira o teu tempo de descanso.

Ser livre é ser você mesmo, vestir o que se quer, comer o que se quer, ir onde quer, amar quem se quer, sem se preocupar com que os outros irão pensar ou dando mil satisfações do porque você é de tal jeito.

LEVE

Ser leve é muito parecido com ser livre, é não ter um peso imenso nas costas, é não carregar o que não é ser, não tomar responsabilidades para si que não lhe cabem.
É sair andando por aí sem destino, sem se preocupar com horários, roupas...
Ser leve é caminhar consciente do teu corpo, sem vergonhas, sem medo de ser feliz como você é.
Ser leve é deixar o vento tocar o rosto, balançar o cabelo, sem medo de despentear.
Ser leve é olhar para o horizonte, sem se questionar onde estã o fim daquilo tudo.
Ser leve é voar pelo mundo sem dar as mãos para ninguém, mas ao mesmo tempo tendo pessoas do seu lado.
Ser leve é entrar em contato com o seu Eu interior e deixar sua razão ouvir o seu coração e vice-versa.
Ser leve é voar como uma borboleta, apenas colhendo seu alimento e deixando tudo fluir.

Ser leve é ter paz de espírito.

TRANSPARENTE

Ser transparente é quando você não se camufla em uma roupa que não gosta, não está em um trabalho que não te dá prazer, não está em um relacionamento por conveniência.

Ser transparente é ser o máximo do seu ser, 24 horas por dia. É ser uma pessoa plena e todos saberem que você é aquilo e nada mais. Ser transparente é não se esconder atrás de uma máscara que não cai.
Ser transparente é viver os seus sentimentos com plenitude.
Ser transparente é admitir seu verdadeiro Eu, viver a sua essência.

Ser livre, leve e transparente é deixar a borboleta sair do casulo.

Val querida amiga, será que eu entendi?


A caminhada é longa, mas é possível.

Namaste.

Um comentário:

  1. Vinicius Benfatti6 de junho de 2011 15:24

    Muito bom querida, parabens pelas palavras

    ResponderExcluir